Proteção Patrimonial: garanta a continuidade do seu negócio

Entre a razão e a emoção, a passagem de bastão em uma empresa familiar é um desafio que pode exigir o apoio de uma análise de uma consultoria empresarial

As empresas familiares são verdadeiros desafios para serem administradas, como já mostramos neste artigo. Entre as diversas exigências deste modelo de administração, a busca pela perpetuidade; ou seja, a preservação da empresa e do patrimônio acumulado ao longo dos anos – não sem sacrifícios e lutas – passa a ser um pré-requisito, e ele pode ser feito por meio de proteção patrimonial.

Um negócio está sujeito a diversos riscos – trabalhista, fiscal, societário na área do direito, a falência, a regulação de mercado para a área de gestão, entre outros – e o objeto deste serviço é assegurar, de forma lícita, porções patrimoniais da empresa para o futuro.

Essa é uma dificuldade ainda maior nas empresas familiares, especialmente quando se trata da chamada sucessão empresarial, quando a gestão passa de uma geração para a outra. A pesquisa conduzida pela PWC com quase 2,4 mil empresas familiares em 40 países, com faturamento entre US$ 5 milhões e US$ 1 bilhão, confirma essa dificuldade. Não à toa, estima-se que cerca de 75% das empresas não passam da segunda geração.

O desafio das gerações

Uma afirmação na pesquisa ilustra bem os problemas enfrentados e os desafios da sucessão. “A transição da primeira para a segunda geração é a mais fácil. Depois disso, vai ficando cada vez mais difícil. Quanto mais a família aumenta, maior é a probabilidade de que existam pessoas que nunca trabalharam no negócio e que não o entendem, nem entendem seus problemas, mas que esperam receber seus dividendos. Isso tende a causar tensões, especialmente quando as pessoas reagem de maneira emocional, e não racional”, revela um dos entrevistados.

Investir em proteção patrimonial é uma forma de agir de forma racional frente a questões que, no futuro, podem ser tratadas com a emoção. Ao contar com o apoio de uma consultoria – que traz um olhar externo para a empresa –, ganha-se corpo para discutir o assunto e, mais do que isso, aumenta-se o rol de opções para o negócio. Embora na maior parte das empresas familiares seja uma questão recorrente, não existe uma “receita” para esse processo, pois cada negócio conta com particularidades, como o segmento, forma de lidar com a família, entre outros.

A necessidade da comunicação

A presença de uma consultoria especializada pode contribuir em vários aspectos, desde o planejamento para a proteção patrimonial, mas apresentando também a importância e a necessidade da comunicação entre as diferentes gerações. O mesmo estudo da PWC identificou uma discrepância interessante entre as pessoas que estão no poder e seus possíveis sucessores:

- 73% dos sucessores estavam ansiosos para administrar a empresa um dia, sendo que somente 35% deles entendiam isso como algo confirmado e 29% consideravam apenas “bastante provável”.

Mesmo com a complexidade que envolve o assunto, sobretudo pela mistura dos propósitos – emocionais e racionais –, a comunicação é fundamental e, por vezes, pode acontecer somente após a presença e a sugestão de uma consultoria empresarial. Embora seja claro que a solução supere qualquer diálogo necessário, trata-se de um primeiro passo simples de ser tomado em direção à proteção patrimonial; ou seja, perpetuar a existência do negócio, fazendo com que seu uso se estenda às futuras gerações com segurança.

Quer garantir a continuidade do seu negócio? Está preocupado com a proteção patrimonial? Agende uma reunião com a Jaworski Consultoria.